domingo, 9 de junho de 2019

Oração ao Espírito Santo

Hoje, dia de Pentecostes, aprendi a Oração ao Espírito Santo na Missa. Vou arquivá-la aqui para futura referência:

Suplico a Maria, celeste Mãe da Igreja, se digne preservar conosco, que formamos a Igreja, O corpo Místico do Seu Filho unigênito. Espero que, graças a tal oração, possamos receber o Espírito Santo que desce sobre nós e, deste modo, tornar-nos testemunhas de Cristo "até os confins da terra", como aqueles que saíram do Cenáculo de Jerusalém do dia do Pentecostes. Amém.

(São João Paulo II)

quinta-feira, 6 de junho de 2019

Amigos do estado, inimigos dos bebês

Quem está achando ruim do decreto do Biroliro que faz o uso das cadeirinhas infantis nos automóveis facultativo é amigo de encher o rabo do estado de dinheiro, não dos bebês.

Tive a ideia para pequeno texto ao comentar um tweet do Pe. Zezinho, um sacerdote católico famoso por suas belas canções, onde ele apontou a hipocrisia de quem protesta contra o decreto, mas é apoiador do aborto.

O tweet do padre, que ninguém pode chamar de direitista, segue abaixo:


Pois bem, na minha época, a gente andava no porta mala do fusquinha, no banco da frente e, se deixasse, até no teto do carro. O legal é que não foi nesta geração onde surgiu esse povo que defende teoria de gênero, que todo homem é estuprador, que vê uma lógica no assalto, que enfia imagens da Santa não sei aonde, que passa sangue de menstruação na cara ou apresenta outros sintomas de quem deveria estar trancafiado no hospício.

Mas não vou discutir os malefícios ou benefícios disso. Esta medida do Bolsonitro foi boa. Então, se você acha que é seguro, compre e instale a cadeirinha você para os seus filhos (se é que você consegue se reproduzir), mas não imponha essa frescura pros outros, muito menos usando o aparato estatal para isso.

Agora, a real é que, indo ainda mais fundo, esse negócio de cadeirinha é só pra complicar mais ainda a vida dos pais e desincentivar ainda mais as pessoas a ter filhos no ocidente. Portanto, um governo que impõe uma babaquice dessa só pode estar submetido a interesses dos globalistas, esses que acham que o mundo é só deles.

Veja também


  • Ave Maria de minha infância - Uma lindíssima música do Pe. Zezinho que certamente evangelizou muita gente.
  • Endgame - Não obstante o Alex Jones seja sensacionalista, neste filme dele, são exibidos vários FATOS que deixam explícitos os interesses das elites globalistas.

sexta-feira, 12 de abril de 2019

A raiz dos problemas do Bolsonaro

A raiz dos problemas do Bolsonaro é que ele deixou de ser o Bolsonaro raiz. Toda vez que ele recua ou não é contundente em alguma posição, como na questão do desarmamento ou do protecionismo, parece que tenta mostrar para seus opositores, a esquerda, que ele não é ruim como eles pensam.

Note que estou falando do ponto de vista da percepção que o público tem do que está acontecendo, só que esta estratégia seria uma estupidez colossal. NADA que ele fizer vai agradar estes tipos.

A esquerda atual é composta de gente de moral deformada e intelectualmente desprezível que usa a própria hipocrisia como ferramenta. Ora, basta ver como querem um sujeito que é comprovadamente bandido e cujo partido está envolvido em inúmeros crimes (inclusive do naipe do caso Celso Daniel) seja solto, enquanto querem prender um humorista por ter feito um deboche inofensivo como protesto contra uma pessoa pública que quer cercear a liberdade de expressão e de imprensa de quem ela não gosta.
Ou seja, este pessoal não está preocupado em ver bondade nas pessoas. Nem ao menos se importam em apoiar indivíduos maus ou que estão obstinadamente praticando o mal, se estiverem alinhados com eles (tipo o Cesare Battisti). Outra coisa que não se considera é que tais tipos não têm a força que eles dizem ter. Trata-se de uma minoria raivosa e ressentida que vai reclamar de tudo e de todos que não estiverem subscrevendo a sua agenda em seus mínimos detalhes, algo que só tem resultado quando o alvo cede, diga-se de passagem.

Claro que isso não é culpa só do Bolsonaro (ele está cercado de inúteis), pode ter questões estratégicas relacionadas (tipo a tal da reforma da previdência), não é algo incomum e todo o resto poderia ser relevado, mas, independente de qualquer coisa, quando ele recua, corre o risco de desapontar e perder o apoio de quem botou ele na presidência. E tudo isto seria a troco de nada: agradar esquerdista só é possível se você for moralmente abjeto e desonesto como eles, coisa que o Jair Bolsonaro pelo menos nunca demonstrou ser.

Aliás, o meme abaixo representa muito bem o que acontece. Se você não é esquerdista, mesmo que você sempre faça o bem, será sempre o mau: